HOME | NOTÍCIAS | VÍDEOS
> NOTÍCIAS

20/07/2020
2º EM participa de bate-papo com pais e ex-alunos que optaram pela carreira na Saúde

Cuidar do corpo e da mente de outras pessoas; doar seu tempo, sua atenção e, muitas vezes, deixar de estar com a própria família em prol do bem-estar de pessoas que você mal conhece; ficar feliz por ver a felicidade de quem conseguiu se curar de uma doença. Se você se identificou com essas afirmações, pode ser que seu futuro esteja na área de Saúde. Para conhecer mais sobre o amplo campo de atuação, as turmas do 2º EM receberam ex-alunos e pais profissionais da saúde. A atividade, realizada pelo nosso Núcleo de Atuação Psicopedagógica (NAP), foi parte do Projeto de Orientação Profissional.
 
 
“A ideia do bate-papo é que os convidados compartilhem seu processo de escolha, pensando neste momento que nossos alunos estão vivendo, ou seja, momento de busca, angústia e incertezas. Eles falam também das ‘dores e delícias da profissão’, do perfil de profissional, habilidades importantes, enfim, o que considerarem que pode auxiliar nossos jovens a confirmar, excluir ou ampliar as possibilidades de escolha”, explicou a psicopedagoga Luzia Bacciotti, que organizou o encontro.
 
Ao todo, recebemos 13 convidados para um bate-papo esclarecedor com os alunos e com Luzia. Estiveram presentes os pais Maria Cristina Cangussu, Luciana Sarno, Marjorie Marques (Odontologia); Bianca Becker (Psicologia), Cristine Libório, Viviane Boaventura, Maria Olívia Neves, André Luiz Araújo, Humberto Ferraz (Medicina); e os estudantes Matheus Pinheiro (Odontologia), Juliana Nunes e Pedro Felipe Soares (Medicina) e Marcela Velame (cursinho Medicina).
 
André Luiz destacou que, para ter sucesso na escolha da profissão, é preciso decidir com o coração. “O ganho financeiro é importante, mas é secundário, e é decorrente do quanto você gosta do que faz, porque você se dedica mais, se esforça mais, e o retorno financeiro vem de maneira natural”, afirmou.
 
Os convidados também pontuaram que é comum não ter certeza de que profissão escolher, afinal, é uma decisão tomada ainda muito jovem. Mas, mudar de ideia não significa que você não está no caminho certo. “Quando comecei na faculdade, fazia Artes e Engenharia ao mesmo tempo. Fiz dois anos de Engenharia e foi um período infeliz porque eu sabia fazer muito bem, mas eu não amava e não me via fazendo aquilo pelos próximos 10 anos. Eu gostava de Artes e meu sonho era cuidar de pessoas. Na Psicologia, consegui unir essas duas paixões”, disse Bianca.
 
 
Marcela também mudou de curso. Assim que concluiu o Ensino Médio, em 2018, ela começou a cursar Biomedicina. “Fiz dois semestres e me apaixonei pela parte do corpo humano, das doenças. Meu objetivo desde cedo era trabalhar com terapias integrativas e o curso tinha algumas matérias relacionadas. Mas, com o tempo, senti que eu não me encaixava e hoje estou no cursinho para Medicina. Não me arrependo de ter saído de Biomedicina nem de ter cursado os dois semestres porque eu estou me descobrindo. Nossa vida inteira vai ser assim, vamos nos redescobrir”, contou. 
 
Cristine ressaltou que tinha uma visão diferente da Medicina quando jovem. “Meu pai é médico e ele passava muito tempo longe da família. Para mim, medicina era isso, era estar longe, e eu não queria isso para mim”. No entanto, ela percebeu que gostava mesmo da área e, graças ao amplo campo de atuação, conseguiu driblar a distância dos familiares que tanto a assustava. “Hoje sou oftalmologista e consigo estar presente com a minha família, sem deixar de lado o que eu amo”, afirmou.
 
 
Luzia destacou que esses encontros são importantes para todos os alunos, independente da área com as quais mais se identificam. “Às vezes, os alunos não têm interesse na área de Saúde, mas nem sempre eles têm todas as informações sobre as possibilidades. O que eu digo sempre a eles é que, se os encontros não servem para definir o que eles querem, servem para confirmar o que não querem fazer”, pontuou. 

 



 
0 comentário(s) para esta notícia.
 


NOME:
E-MAIL:
COMENTÁRIO:

 
> MAIS NOTÍCIAS
 
Rua Mangalô, 156, Colina A, Patamares, Salvador (BA), CEP 41680-048 - Tel (71) 3367-2173 | 3367-3040 | 3367-7308 | 3367-3041
secretaria@anglobra.com.br