HOME | NOTÍCIAS | VÍDEOS
> NOTÍCIAS

16/04/2018
Professores conversam com 2º EM sobre dupla rotina e falam sobre profissão do perito criminal

Os professores Alessandro Carvalho (Biologia) e Paulo Jorge (Física) entraram nas salas de aula do 2º EM e, pela primeira vez, não encheram o quadro de fórmulas nem falaram sobre os fatores genéticos que explicam por que temos olhos azuis ou castanhos. Convidados pelo Núcleo de Apoio Psicopedagógico (NAP), Alessandro e Paulo promoveram um bate-papo sobre a profissão de Perito Criminal, que eles também exercem. A atividade foi parte do Projeto de Orientação Profissional.
 
 
O perito criminal é o profissional responsável por produzir a prova material e um crime. Por exemplo, Alessandro trabalha com DNA. No seu dia a dia, ele pode receber amostras de sangue coletadas numa cena de crime e identificar a quem pertencem. Já Paulo, que atua com impressões digitais, pode receber a tarefa de verificar a quem pertencem as digitais encontradas nos objetos deixados para trás num local que foi alvo de um delito. “O que nós fazemos é ciência”, disse Alessandro.
 
 
Os professores contaram que, para se tornar perito criminal, o candidato deve possuir nível superior em qualquer área. Mas, quem se interessar pela carreira, deve começar a se preparar para um concurso público bem difícil. “O caminho é comprido. Primeiro, o candidato faz a prova escrita. É um exame para peritos de todas as áreas e que atuarão em diferentes setores do Departamento de Polícia Técnica. Os conteúdos são os mais diversos: inglês, contabilidade, engenharia, direito, criminalística e muitos outros”, explicou Paulo Jorge.
 
Os candidatos ainda precisam escrever uma redação e, se aprovados, vencer as próximas etapas: prova física, psicoteste, prova de título e investigação social, quando toda a vida da pessoa é investigada. Depois de tudo isso, os profissionais passam por cursos e treinamentos específicos para a área na qual vai atuar.

 



 
0 comentário(s) para esta notícia.
 


NOME:
E-MAIL:
COMENTÁRIO:

 
> MAIS NOTÍCIAS
 
Rua Mangalô, 156, Colina A, Patamares, CEP 41680-048 - Tel (71) 3367-2173 | 3367-3040 | 3367-7308 | 3367-3041
secretaria@anglobra.com.br